Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

 

  Notícias

X Aniversário do Núcleo da Lixa


22.06.2019 - No passado dia 22 de junho, o Núcleo da Lixa da Liga dos Combatentes assinalou o seu décimo aniversário com a presença do Arqt.º Eduardo Varandas, em representação da Direção Central. O programa iniciou-se com a celebração da Eucaristia, na Igreja Nova da Lixa, em memória dos combatentes falecidos, celebrada pelo Padre Joaquim Carneiro. Durante o ofertório num gesto carregado de grande simbolismo um grupo de antigos combatentes ofereceu ao Altar alguns objetos que fizeram parte da sua vida militar, como um aerograma, camuflado e uma boina. Os cânticos litúrgicos estiveram a cargo do Coro do Núcleo da Liga, orientado pelo Maestro Sargento-ajudante Moreira, que o dirigiu superiormente. A cerimónia religiosa terminou com a entoação do Hino da Liga.


Terminada a eucaristia, os combatentes e suas famílias, as entidades convidadas e o público em geral, seguiram em cortejo até ao Monumento localizado na Praça Dr. José Joaquim Coimbra, integrando-o também várias associações locais, Grupo de Escuteiros de Santão, Núcleos da Liga (Matosinhos, Porto, Penafiel, Marco de Canavezes e Vila Meã), acompanhados pelos acordes da Banda Musical da Lixa. No local do Monumento foi proferida uma prece religiosa pelo Padre Joaquim Carneiro. De seguida usaram da palavra o Presidente do Núcleo aniversariante, o representante da DC e o Presidente da Edilidade Felgueirense.

O Presidente do Núcleo, Sr. José Lopes de Magalhães, na sua intervenção fez questão, de mais uma vez, lançar o repto ao Presidente da Autarquia Felgueirense, ali presente, no sentido de ser alterada a toponímia do lugar para Rua dos Combatentes do Ultramar.

O Arqt.º Eduardo Varandas, entre outras abordagens, referiu-se à lei 3/2009, afirmando que a Liga tem desenvolvido todos os esforços para que ela seja revista no sentido de serem melhorados os apoios aos combatentes, afirmando que a Liga tomou a iniciativa de apresentar, para esse efeito, ao Governo e aos partidos com assento parlamentar, uma proposta designada por lei do Reconhecimento e Solidariedade.

Por último o Presidente do Município, Sr. Nuno Fonseca, respondendo ao repto lançado pelo Presidente do Núcleo, afirmou que estava disponível para aceitar a sugestão apresentada, fazendo-a, contudo, depender da vontade dos munícipes.

Depois das intervenções procedeu-se à distribuição da medalha comemorativa do 10º Aniversário a várias entidades e à imposição de medalhas comemorativas das campanhas a combatentes que fizeram as suas comissões de serviço em Moçambique, Guiné e Angola. Seguidamente entoou-se o Hino da Liga, posto que se procedeu à deposição de uma coroa de flores, junto do Monumento e aos toques de silêncio, seguido de um minuto de silêncio, e de alvorada por um Terno de Clarins. Finalmente foi entoado o Hino Nacional pela Banda Musical da Lixa, acompanhada por todos os presentes.

Marcaram presença nesta cerimónia, para além dos elementos atrás referenciados, várias entidades civis e militares do concelho de Felgueiras, designadamente, o Prof. José da Silva Campos Presidente da Assembleia Municipal, as Vereadoras Dr.as Rosa Pinto e Ana Medeiros, Comandantes do Posto da GNR e dos Bombeiros Voluntários da Lixa, Presidentes da União de Freguesias de Vila Cova da Lixa e Borba de Godim, demais juntas de freguesia concelhias, Prof. Carlos Costa (autor do projeto do monumento), representante da Associação de Combatentes de Castelo de Paiva, da Associação de Fuzileiros e representantes das Associações locais.

Terminadas as cerimónias protocolares teve lugar um almoço convívio, num restaurante local, durante o qual os convivas foram obsequiados com um belíssimo momento musical a cargo da Tuna da Casa da Senhora do Alívio, que interpretou um conjunto de melodias, do repertório popular, sob a batuta do Maestro Sargento-ajudante Moreira, que mereceu o aplauso dos presentes.

As cerimónias militares de homenagem aos mortos foram prestadas por uma Força Militar do Regimento de Transmissões e pelo Terno de Clarins das Bandas e Fanfarras do Exército, que muito dignificaram a cerimónia.

Arqt.º Eduardo Varandas dos Santos
Vogal da Direção Central