Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 








 

 

 

 

 








 

 
 

 

 

 

  Notícias

Comemorações do 9.º Aniversário da Reativação do Núcleo de Mirandela


29.09.2019 - Comemorou-se no passado dia 29 de setembro, na cidade de Mirandela, o 9.º aniversário da reativação do Núcleo de Mirandela da Liga dos Combatentes. Estiveram presentes nas comemorações os Núcleos de Bragança, Chaves, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro e Vila Nova de Foz Côa. Em representação do Presidente da Liga dos Combatentes, esteve presente o TCor. Pires Martins. As comemorações foram presididas pela Presidente da CM de Mirandela, Dra. Júlia Rodrigues, contando também com a presença entre outras entidades o Presidente da Assembleia Municipal de Mirandela, o Presidente da Assembleia da JF de Mirandela, o 2.º Comandante do Regimento de Infantaria N.º 13 e o representante do Comandante do Regimento de Infantaria N.º 19.


As comemorações iniciaram-se com uma celebração Eucarística, realizada na Igreja S. João Bosco/Salesianos, a que se seguiu uma cerimónia junto ao Monumento aos Combatentes do Ultramar, a qual teve início com as alocuções, do Presidente do Núcleo de Mirandela - Tenente-coronel Sá Pereira, da Direção Central da Liga dos Combatentes - Tenente-coronel Pires Martins e da Presidente da Câmara de Mirandela - Dra. Júlia Rodrigues, realce para a ênfase dada nas alocuções para o reconhecimento que é devido aos combatentes.

Seguiu-se a imposição de condecorações (medalha comemorativa de Campanhas) aos sócios combatentes: Afonso Henriques Costa - Guine 66-68; Óscar José Pinheiro – Angola 61-64; Avelino Augusto Fernandes – Angola 69-71 e 73-75; João Amaro Ferreira Talefe – Angola 71-74; Manuel António Rodrigues – Angola 72-74; Adolfo António Colmeais - Moçambique 70-72; Eduardo António Bernardo – Moçambique 70-72; António Maria Gomes – Moçambique 71-73; Manuel Rodrigues Moutinho Alves - Moçambique 72-74; João Carlos Mendonça – Moçambique 72-74.

Este foi um momento particularmente sentido por todos os presentes, pois foi o colocar ao peito de combatentes as medalhas que lhes pertenciam por direito próprio e já deveriam ter sido entregues há mais de quarenta anos.

Seguiu-se a Cerimónia de Homenagem aos Militares Mortos em Defesa da Pátria, tendo sido prestadas as Honras Militares regulamentares, por uma Força Militar do Regimento de Infantaria N.º 13, de Vila Real, tendo sido deposta, por dois Combatentes na Guerra do Ultramar, uma coroa de flores em homenagem aos “filhos da terra” que tombaram ao serviço da Pátria. Para finalizar a cerimónia foi entoado o hino da Liga de Combatentes.

As comemorações prosseguiram com almoço convívio, que terminou com a atuação do grupo de cavaquinhos do rancho folclórico S. Tiago, que presenteou os presentes com uma muito animada atuação.

A comparência dos sócios foi uma clara demonstração que os valores da Liga dos Combatentes estão bem vivos no seio dos transmontanos e que a Liga dos Combatentes é uma instituição com passado, com presente e com futuro.