Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 

 








 

 

 

 

 








 
 

 

 

  Notícias

Faleceu o General António Soares Carneiro. Sócio Honorário da Liga dos Combatentes n.º 114.001


O General (4 estrelas) “Comando” António da Silva Osório Soares Carneiro nasceu a 25 de Janeiro de 1928, na freguesia de Custóias, concelho de Matosinhos. Foi alistado e incorporado, como voluntário, em 29-08-1947. Frequentou o Curso da Escola do Exército, que terminou em 1949, saindo de Mafra, como Aspirante a Oficial, no ano seguinte. Em 1951 terminou o Curso de Educação Física e em 17-10-1953, embarcou para Angola, numa comissão voluntária, com o posto de Tenente.


Em 08-03-1955 foi colocado no Regimento de Infantaria de Nova Lisboa, onde instruiu e comandou um Pelotão de Comandos, com vista à participação nas Manobras Luso-Belgas, realizadas no Baixo-Congo. Foi louvado pelo General Comandante da Região Militar de Angola, pela “honrosa participação nas referidas manobras, sendo o único Pelotão que cumpriu a missão imposta no tema dos exercícios”.

Promovido a Capitão em 01-12-1955, foi mobilizado em 1960, no Batalhão de Caçadores 5, para formar a 1.ª Companhia de Caçadores Especiais, com destino a Angola e após estágio e exercícios finais no CIOE/Lamego. A sua companhia foi colocada em Cabinda, onde seria condecorado com a Medalha de Serviços Distintos com palma.

Entre 1963 e 1966 foi requisitado para uma comissão civil, como chefe do gabinete do Governador de Timor e em Outubro de 1966 iniciou uma comissão em Angola, como 2.º Comandante do Centro de Instrução de Comandos.

Foi-lhe averbado o 6.º Curso de Comandos em 22-02-1967 e promovido a Major em 15-04-1967. Em 1966 e 1967 actuou no Leste de Angola com duas companhias de comandos. Entre 1968 e 1972 foi Governador da Lunda e depois Secretário-Geral do Estado de Angola. Encontrando-se neste cargo aquando do 25 de Abril de 1974, ficou até Junho como Encarregado do Governo, dada a exoneração do Governador.

Depois de regressar ao continente, foi colocado na Academia Militar, como Comandante do Corpo de Alunos, sendo promovido a Coronel em 14-09-1974. Posteriormente seria detido no dia seguinte ao 11 de Março de 1975, juntamente com outros oficiais. Dois meses depois seriam libertados sem qualquer acusação.

Foi candidato presidencial nas eleições de 1980, com o apoio da Aliança Democrática, tendo perdido com cerca de 40% dos votos. Posteriormente, após de desempenhar as funções de Vice-Chefe do EMGFA (1987), seria Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas durante o governo de Cavaco Silva  (1989/1994).

Foi galardoado com a Ordem Militar de Avis a 24 de Setembro de 1962 e Comendador da Ordem do Império a 13 de Julho de 1973; agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil a 22 de Agosto de 1991, feito Grande-Oficial da Ordem Nacional do Mérito do Brasil e agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito da Segurança Social da Coreia do Sul a 31 de Janeiro de 1994 e agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito a 1 de Julho de 1994. Neste ano passou à situação de reforma.

A Liga dos Combatentes apresenta sentidas condolencias a família enlutada.