Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 
 
 

 

 

 








 
 

 

 

 

  Notícias

Atribuição de Toponímia na Batalha - Liga dos Combatentes


Mensagem do Presidente da CM da Batalha, Paulo Jorge Frazão Batista dos Santos - Considerando que o Núcleo da Batalha da Liga dos Combatentes é um dos já mais antigos, tendo sido fundado, então com a designação de Delegação da Batalha da Liga dos Combatentes da Grande Guerra, em 09 de Abril de 1940. Considerando que o Núcleo da Batalha comemora este ano o seu 75º aniversário, data especialmente simbólica e que nos apraz registar. Considerando a ligação afetiva e histórica da Batalha com os fundamentos da Liga, consagrados desde 09 de Abril de 1921, quando foram organizadas cerimónias, a nível nacional, da transladação dos restos mortais de dois soldados portugueses, de identidade desconhecida, caídos pela Pátria na 1ª Grande Guerra, um em França e outro em Moçambique, e conduzidos para o Mosteiro da Batalha, Templo da Pátria, representando os gloriosos mortos das expedições enviadas aos referidos teatros de operações e simbolizando o sacrifício heroico do Povo Português.


Homenagem aos 27 Soldados Paivenses falecidos na Guerra do Ultramar


14.06.2015 - A Liga dos Combatentes esteve presente na Cerimónia de Homenagem a 27 Soldados Paivenses falecidos no Guerra do Ultramar. A cerimónia realizada no passado dia 14 de junho de 2015 foi organizada pela ACUP e teve a presença do senhor General Andrade, em representação do Presidente da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues.


Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Lamego


Cerimónia Militar comemorativa do Dia de Portugal em Lamego - O Presidente da República presidiu, no Largo da Feira, em Lamego, à Cerimónia Militar comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, na qual participaram unidades representativas dos três Ramos das Forças Armadas. No desfile incluído na cerimónia participaram militares da Brigada de Reação Rápida, Fuzileiros do Batalhão Ligeiro de Desembarque e a Unidade de Proteção da Força, tendo sido feitos sobrevoos por aeronaves da Força Aérea e saltos de paraquedistas. Antigos combatentes das Forças Armadas integraram também o desfile apeado. Na cerimónia, o Presidente Aníbal Cavaco Silva proferiu uma intervenção.


Conservação das Memórias - A Operação “NOVA FRENTE 7”, em Moçambique


A Liga dos Combatentes prepara a sua sétima Operação em terras moçambicanas, prolongando assim o seu esforço para concretizar mais uma etapa do seu desiderato de CONSERVAR AS MEMÓRIAS, recolhendo e dignificando os restos mortais de Combatentes Tombados na Guerra do Ultramar naquele País. A NF 7 terá o seu início em 14 de junho e está prevista findar em 3 de julho, levando-nos a Moçambique com o objetivo principal de efetuar 11 exumações em Montepuez e 2 em Palma.


Protocolo entre a Liga dos Combatentes e a Cruz Vermelha Portuguesa


03.06.2015 - A Liga dos Combatentes e a Cruz Vermelha Portuguesa celebraram um Protocolo de Cooperação, no passado dia 3 do corrente mês, que vincula as duas Instituições a desenvolverem mecanismos de cooperação que promovam a participação conjunta, da LC e da CVP, em actividades que visem a promoção da saúde e bem-estar social e a melhoria de vida dos mais vulneráveis, especialmente, dos antigos Combatentes. Ao acto constitutivo, que decorreu na sede nacional da CVP, no Palácio dos Condes d´Óbidos, às Janelas Verdes, em Lisboa, estiveram presentes o Presidente da LC, General Chito Rodrigues, acompanhado pelos membros da Direcção Central, bem como o Presidente da CVP, Dr. Luís Barbosa e os respectivos membros da Direcção Nacional.


Protocolo de Cooperação entre a Liga dos Combatentes e a Sociedade Histórica da Independência de Portugal


25.05.2015 - No dia 25 de Maio do corrente ano, a Liga dos Combatentes e a Sociedade Histórica da Independência de Portugal, assinaram um protocolo de cooperação nas instalações do Palácio da Independência, em Lisboa, que visa reforçar as relações existentes entre as duas Instituições. A importância de preservar e manter viva a Memória partilhada e a História comum constitui um vector de reconciliação, de entendimento e de aproximação entre ambas as partes.


Medalhas e não só...


Ser cidadão é difícil. Ter sido combatente dificílimo. Governar uns e outros, um desafio. Mas porque evidenciar o combatente do cidadão comum? Pela simples razão que o combatente, tendo em determinado momento da sua vida sido obrigado a cumprir mais deveres que os outros cidadãos, sacrificando a vida, a família e a si próprio, obteve para o resto da vida, essa honra, mas também o direito de ter, quando oportuno, o reconhecimento de alguns direitos que compensem os deveres extraordinários a que um dia esteve sujeito. Ser cidadão combatente não é pois coisa fácil.  Pelo contrário exige mais responsabilidade ao longo da vida.


2.º Aniversário e inauguração das novas instalações do Núcleo do Seixal da Liga dos Combatentes.


12.05.2015 - Realizou-se no dia 12 de maio de 2015, na Amora, a comemoração do 2º Aniversário do Núcleo do Seixal e a inauguração das suas novas instalações. Os eventos foram organizados pela direcção do núcleo e contaram com a presença do Secretário-Geral da Liga dos Combatentes, do Presidente da Junta de freguesia de Amora, do Presidente da União das Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, do Comandante da Divisão Policial do Seixal, Presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Mistos de Amora, do Presidente do Amora F.C. e cerca de 3 (três) dezenas de sócios e seus familiares.


Visita de trabalho ao Núcleo da Covilhã


27.05.2015 - O Presidente da Direcção Central da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues, deslocou-se, no passado dia 27 de Maio, em visita de trabalho, ao Núcleo da Covilhã, acompanhado pelo vogal Arqtº. Eduardo Varandas. Nessa visita foram ventilados com os membros da Direcção do Núcleo, vários assuntos de interesse para a vida da Liga dos Combatentes, em geral e do Núcleo em particular.  Destacamos, pela sua importância, as principais temáticas abordadas como, por exemplo, as relacionadas com o funcionamento do Centro de Apoio Médico Psicológico e Social da Beira Interior (CAMPS), a definição de uma data concreta para a Peregrinação anual a Fátima da Liga dos Combatentes, a problemática da cobrança de quotas, a angariação de novos associados e as possibilidades que se apresentam, no âmbito dos novos programas comunitários, para se conseguir o tão almejado financiamento com vista à construção do futuro Lar, para o qual já existe terreno apropriado.


  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66