Comemorações do Bicentenário da Ordem da Torre e Espada, do 90.º Aniversário do Armistício e 85.º Aniversário da LC

Em 15 de Novembro a Liga dos Combatentes organizou uma cerimónia que se realizou junto ao Monumento aos Combatentes do Ultramar, em Belém, em que se comemoraram as seguintes efemérides:

O Bicentenário da Ordem da Torre e Espada, o 90º Aniversário do Armistício da I Guerra Mundial e a celebração do 85º Aniversário da Liga dos Combatentes. A cerimónia foi presidida pelo Ministro da Defesa Nacional – Prof. Dr. Nuno Severiano Teixeira, tendo estado presentes os chefes militares, CEMGFA, CEMA, CEME e CEMFA, o Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar – Dr. João Mira Gomes, muitas autoridades civis e militares e muitos combatentes dos 72 núcleos da Liga espalhados pelo País. Foi orador da cerimónia o ex-Bispo de Dili – D. Ximenes Belo – Prémio Nobel da Paz que proferiu uma alocução subordinada ao tema “Os Combatentes e a Paz”. Seguidamente, o Presidente da Direcção Central da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues, proferiu uma alocução alusiva às efemérides.

Foram condecorados os Presidentes dos Núcleos de Angra do Heroísmo, da Covilhã e do Funchal e a titulo póstumo o Director do Lar dos Filhos dos Combatentes do Porto com a Medalha de Mérito da Liga dos Combatentes. Na cerimónia procedeu-se à homenagem a todas as entidades civis e militares que foram galardoadas com a Medalha da Torre e Espada ao longo dos duzentos anos da sua existência, tendo as entidades presentes na cerimónia feito uma saudação com o hastear do respectivo estandarte. Foi ainda feita uma invocação religiosa e uma deposição de flores em homenagem aos mortos pela Pátria. Na sequência da cerimónia foram assinados protocolos de cooperação com Associações de Combatentes de Moçambique e de Marrocos, no âmbito da “Conservação e Partilha das Memorias”, do “Fortalecimento das relações entre Combatentes”, “Do Aprofundamento dos valores comuns de carácter patriótico e humanitário entre os países envolvidos) e da “Troca de experiências no que concerne às áreas de Cidadania, Solidariedade Social, Trabalho, Ensino e Formação Profissional entre outros domínios passíveis de cooperação”.

Foi ainda feito o lançamento do livro “A Mulher Portuguesa na Guerra e nas Forças Armadas” que foi escrito com base nos depoimentos das mulheres, companheiras e outras familiares de militares durante o conflito em África. Foram inauguradas exposições evocativas do Bicentenário da Ordem de Torre e Espada e os "Piratas - Ladrões do Mar".