Bem-Vindo à Página Oficial da
Liga dos Combatentes


 








 

 

 

 
 
 

 
 

 
 

 

  NÚCLEOS

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

 

SETÚBAL

O Núcleo de Setúbal foi fundado em 30/3/1924 com a designação de Agência da Liga dos Combatentes da Grande Guerra de Setúbal, conforme consta da acta nº. 1 da mesma data, por um grupo de cidadãos que formaram uma Comissão Administrativa tendo como Presidente o Combatente Dr. Cipriano Mendes Dórdio. Esta mesma Comissão formou a Direcção Provisória da Comissão Organizadora da Sub agência da Liga dos Combatentes da Grande Guerra, em Setúbal, ficando a mesma a funcionar numa das salas do Quartel de Infantaria Nº. 11, desta cidade.

Em 4 de Março de 1925, foi eleita a primeira Direcção da Sub agência da Liga dos Combatentes da Grande Guerra, nesta cidade, ficando a ser presidida pelo Combatente Artur de Vasconcelos. A partir desta data inscreveram-se como sócios cerca de 10 Combatentes, pagando uma quota mensal de 2$50 (Acta nº. de 24/3/1925).

A partir de 1926, conforme acta nº. 45 do mesmo ano, a Agência da Liga deu início ao auxílio a sócios, viúvas e órfãos necessitados com subsídios mensais em valores aproximados entre 40$00 a 50$00. Foi também solicitado às câmaras Municipais do Distrito de Setúbal para que quando tivessem necessidade de admitirem pessoal, fizessem convites através das Agências da Liga, para que fossem admitidos ex-Combatentes da Grande Guerra. Esta acção é comprovada pela documentação trocada entre a Agência e Câmara Municipal.

A partir dos anos trinta, a Liga dos Combatentes passou também a preocupar-se com o internamento em hospitais, dos sócios ex-Combatentes, que começavam a dar sinais de doenças adquiridas nas frentes de combate da I Grande Guerra Mundial (1914-1918), principalmente devido aos gases inalados, de que resultaram terríveis doenças, tais como a tuberculose e outras doenças das vias respiratórias que levaram muitas centenas à morte. Isto é confirmado em correspondência trocada entre ex-Combatentes ou seus familiares e as Delegações da Liga, a solicitarem auxílio para serem internados.

Em 08 de Agosto de 1929, a Câmara Municipal de Setúbal, cedeu a título provisório, a Casa do Corpo Santo, nesta cidade, para a instalação da Sede da Agência da Liga dos Combatentes da Grande Guerra. Esta casa está situada no local que ainda hoje é designada pelo Largo do Corpo Santo. Em 30 de Novembro de 1931, esta Delegação inaugurou o Monumento aos Mortos da I Grande Guerra Mundial, nesta cidade de Setúbal no local que foi designado por Largo dos Combatentes e onde também se situa uma grande artéria à qual foi dado o nome de Avenida dos Combatentes. Entre as várias Entidades presentes nesta inauguração, a que presidiu o Sr. Governador Civil do Distrito de Setúbal, Sr. TenCor. Vanzelar, esteve o ilustre Presidente da Direcção Central da Liga, Prof. Hernâni Cidade. Estes dados constam da acta Nº. 46 de 30NOV1931.

Em Novembro de 1932, foi inaugurada, nesta Agência, a Escola "Tenente Portugal" a fim de ser ministrada aulas do Ensino Primário (4º. Classe), aos filhos dos ex-Combatentes, tendo como professora a D. Ivone da Silva Cabrita, que foi coadjuvada, pela professora Dª. Alice Gomes Pereira, que davam aulas a 30 crianças do sexo masculino e feminino. Todos os encargos, incluindo material escolar, foram subsidiados pela Agência, conforme consta da acta Nº. 151 de 30NOV1932.

Em 1950 a Câmara Municipal de Setúbal, concedeu um lote de terreno com a área de cerca da 200 m2 no Cemitério da Nª. Sra. da Piedade, nesta cidade, para que os ex-Combatentes falecidos ali ficassem sepultados. Em 1954 foi construído o 1º. conjunto de 120 gavetões (ossários), onde passaram a ficar depositados os restos mortais dos ex-Combatentes. O espaço de terreno cedido, ficou com a designação de Talhão dos Combatentes.

A partir dos anos sessenta a Liga dos Combatentes da Grande Guerra, através das suas Agências, tomou um novo impulso com a inscrição para sócios de grande número de ex-Combatentes do Ultramar, ao mesmo tempo que foi alterada o nome da Liga passando a ter a designação de Liga dos Combatentes.